sábado, 12 de novembro de 2016

tormenta

tormenta

tormenta pouca, marujo.
quem é das minhas, respira lá no fundo.

Nenhum comentário: