quinta-feira, 31 de março de 2011

misantropia

misantropia

Misantropia, misoginia.
Teriam saído da mesma sopa azeda de letrinhas?

* Homenagenzinha a quem (aposto) adoraria dormir, acordar e se ver Kilmister no espelho.

enquanto

enquanto

Enquanto ela fala em faxina galegueante na praia que de tão cimentada não deve ter salvação, ele ri violento dos sotaques que não são gaudérios.
Quase justo que nesse tempo deixem de conhecer e aprender com umas obras-primas dos jogos com palavras.

Lenine, te peço mais um favor
Diz aí
Cante a origem deste preto que se apresentou
Nagô, nagô, na Golden Gate...

(Lenine, Queiroga e GOG, lá d'A Ponte)

* "Quase" porque para justiça falta bastante.

sexta-feira, 18 de março de 2011

brancas

brancas

- Brancas! Tantas anotações inúteis em folhas brancas de papel... [e continuou com o óbvio já tão esperado que deu até espasmos no braço ao ouvir] Não se preocupa com o planeta, não?
- Talvez você possa se interessar, dá uma olhada lá!
E entregou a folha qualquer - onde se lia "A Life Connected" - já imaginando se faria algum sentido para quem acha que a consciência se limita a comprar cosméticos com refil, ter uma conta no banco dos talões em papel reciclado, varrer calçadas e mais alguma sustentablabladade.